Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


RELANCE para João Coelho Santos
®Lílian Maial
 


Um imenso mar se assoma à porta do horizonte.
Quantas farpas de sol suportam os dias?
Tanta dor, tanta mágoa
e essa surpresa azul.
Qual suave cantiga de ninar,
a umidade embala o mistério da noite,
onde neurônios dóceis abraçam
os anseios da pedra.
Um céu de futuro invade de aconchego
o renascer da manhã.
Pura água, cristalina fonte,
teus olhos.
 
************

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 24/04/2010


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet