Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


ROUPAGEM

®Lílian Maial

 

 

Vejo-te por entre as dobras do veludo das palavras,

onde as pálpebras retêm o lúmen do instante.

Os dedos percorrem suavemente o torso do silêncio,

na profanação do verbo embutido,

engasgado no esmaecimento do desejo.

Não há sombras ou frestas de esconder.

A ferida exposta purga o orvalho da noite insone,

que se prolonga pelos braços frios da madrugada,

despida de vestes e canções.

 

***********

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 28/11/2009
Alterado em 28/11/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet