Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


ESCANÇÃO
®Lílian Maial


 
Já se vai esquecido o dia que amanheceu a dor.
Cedo ou tarde, chuva ou sol, pouco importa.
Há um soneto e meio aguardando outra noite,
e mais um estrambote adiante do rio.
 
Lá se vai distante a cantiga de ninar,
perdida entre os escombros de tarefas sutis.
Notas soltas de lembranças tantas,
feito risos de uma tarde de um verão qualquer.
 
Um tolo poeta ainda se atreve a rabiscar palavras
e paga o preço de viver a letra.
Certo ou errado, quem há de entoar seus versos?
 
Se o instante infringe a idéia e deixa de ser tempo,
nada mais há que ser feito ou dito:
todo o esforço se esvai no olhar sem horizonte.
 
***********

 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 23/07/2009
Alterado em 23/07/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet