Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


ROTAÇÃO
®Lílian Maial
 
 
 
Os matizes das manhãs, no céu da boca,
Descortinam os umbrais de um novo dia.
Segue o mundo a digerir falsa alegria,
Chora um homem com a consciência oca.
 
Cai a tarde... Um sol cansado veste a touca,
E adormece a luz, num ato de ousadia,
Torna o mundo a lamentar a tarde fria,
Chora um homem com pesar da vida mouca.
 
Vem a noite e traz o breu de uma existência,
Gira o mundo a cogitar pedir clemência,
Sem notar que o veredito não demora.
 
Agoniza a madrugada sem plateia,
Dorme o mundo em inocência galateia,
Chora um homem pela perda de outra aurora.
 
***********
 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 24/05/2009
Alterado em 24/05/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet