Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


INDOLENTE
lílian maial

Em andrajos
a alma perambula
pela manhã
que boceja
entre gorjeios afetados
e mais uma cigarra
que estourou de cantar.

Não era dia de morrer.
O nascente não sentiu
o lamentar
dos silêncios inesperados.

Não, nada mais incômodo
que partir
sem deixar
saudade.


Lílian Maial
Rio, 15/07/01.

http://www.lilianmaial.com
http://lilian.maial.zip.net
http://lilianmt.zip.net


*pintura de Pierre Bonnard

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 09/02/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet