Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


ACORRENTADA
Lílian Maial


Rondas meu espaço

Esperas o sinal

[a carne]

 

Momento do bote

Cheiro no cangote

[fatal]

 

Narcotizas-me

Beijas-me

Acorrentas-me

 

Arrancas-me as vestes

Estás prestes

A morder

 

Zombo de ti

Lúdica violência

[impertinência]

 

Desafio-te com os seios

Empino-os de permeio

Aos olhares
[tiroteio]

 

Embora acorrentada

À tua vida atrelada

Sou legítima

 

Te levo-te à exaustão

E, na ânsia do perdão,

Me recuso a ser tua vítima.

**********

 

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 08/02/2009


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet