Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


Da Tua Boca
© Lílian Maial



Da tua boca, vem silêncio e medo,
Cicuta, que envenena o paladar
Das letras, que me acordam logo cedo,
Trazendo os mesmos sumos do jantar.

Da tua boca, eu quero um arvoredo,
Com ventos de saliva a sussurrar.
Dos galhos, tuas mãos, feito um brinquedo,
Meu corpo todo, em versos, semear.

Mas tua boca sela de mentira,
E encerra, como a minha, sem que fira,
Um gosto de saudade e pão de queijo.

Aguardo calmamente outros outonos,
Pois sei que a longa espera vale o bônus
Do céu da tua boca em novo beijo!


**********



Dos Teus Lábios
© Nathan de Castro



... E, dos teus lábios, quero o beijo urgente,
o encanto do primeiro encontro, o abraço
revestido de nuvens, e o compasso
dos passos de um bolero doce e quente.

Quero a palavra que ouse o nosso espaço
na eternidade simples... Simplesmente,
gravar nossas loucuras, passo a passo,
para que os versos cumpram a semente.

Mas os teus lábios cantam de tristezas,
os meus revelam luas de incertezas
e a música do amor se faz distante...

Aguardo, calmamente... As nossas mesas
têm gosto de soneto, e as sobremesas
me lembram, em poesia, o teu semblante.


*********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 29/03/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet