Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


Da Tua Boca
© Lílian Maial 


Da tua boca, vem silêncio e medo,
Cicuta, que envenena o paladar
Das letras, que me acordam logo cedo,
Trazendo os mesmos sumos do jantar.

Da tua boca, eu quero um arvoredo,
Com ventos de saliva a sussurrar.
Dos galhos, tuas mãos, feito um brinquedo,
Meu corpo todo, em versos, semear.

Mas tua boca sela de mentira,
E encerra, como a minha, sem que fira,
Um gosto de saudade e pão de queijo.

Aguardo calmamente outros outonos,
Pois sei que a longa espera vale o bônus
Do céu da tua boca em novo beijo!

**********



Teu Desejo
(inspirado no soneto Tua boca de Lilian Maial)
Pedro Galuchi


No teu desejo guardas a vontade...
Ansiosa espera... Doce ser amado
Vagando no horizonte da saudade...
Quanto por ele tens te inquietado?...

Do teu desejo não escondes segredo...
Todos percebem quando ele se instala,
Revelas sem temores o teu medo
Que possa não retornar a chamá-la...

Se vezes, vento frio gerar invernos...
Sorri e resiste... Vai a Igreja, ao Bonfim...
Faze promessas... Jura pelos infernos...

À tua paixão, flor tenra, todo afeto...
Momentos plenos num prazer sem fim...
E ao teu desejo, faça-se completo...


**********

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 29/03/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet