Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


SAL DA MINHA TERRA
Lilian Maial


Não sei mais onde anda aquela louca felicidade,
Nem por que vielas tortas se perdeu a inocência.
Era tão cedo o nascer das manhãs!
É tão tarde nos dias de hoje ...
Ah! Minha pátria amada!
Em teu seio, quantos de teus filhos ainda liberdade?
Tudo o que se planta é fel,
Tudo o que se extrai é capital!
Em que lugar semeio este amor?
Ensina, mãe gentil, como fazer vingar a fé nessa gente que luta!
Idolatrada, ajuda teu povo de humanas raizes a te honrar!
Abre fendas sob os pés que te expoliam!
Engole os ímpios de um ano futuro irmão!
Acalma a fome de paz e pão!
Faz lembrar aos filhos deste solo não temer a própria morte!
Oh! Pátria amada!
Salve! Salve!

***********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 24/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet