Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


TRILHAS
®Lílian Maial
 
 
Lá, onde todos os silêncios se encontram,
eu vejo teu olhar de ontem.
No colo das texturas da tua pele,
posso perceber o tempo.
É nesse momento que a solidão conversa com os cílios longos dos teus olhos,
que se confundem com os riscos do meu rímel.
As paredes da tua morada abrigam dúvidas
e a avidez por pregos e retratos.
O ar tem o peso do velho sabor mastigado.
Não consigo engolir.
Tua voz me arranha a garganta
e sufoca a canção.
Os anos apagaram as velas.
Não há luz em teus braços.
Derretemos nossos caminhos.
As paredes me sufocam.
Não me caibo mais em ti.
Triste é o rosto do adeus.


********
 
 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 23/07/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet