Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


SONETO PRA TE OUVIR DIZER MEU NOME
                                                                                                 ®Lílian Maial
 
Dia chuvoso e triste de verão
Traz, na lembrança, o sonho e a doce voz
Da primavera fresca, qual canção,
Que os querubins trinavam para nós!
 
Não há mais cor, tempero, indagação,
Não mais a fome e a fé da presa e o algoz,
Somente as águas cantam meu refrão,
Lavam meu rosto num clamor feroz!
 
Não sei se grito ou choro de verdade,
Não sei se morro ou nasço como o sol,
Ou se eu apenas uso o telefone.
 
O que eu queria, em nome da saudade,
Era manter, pra sempre, no formol,
Meus versos, pra te ouvir dizer meu nome!
 
******************
 
 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 07/03/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet