Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


UM CORPO NO CHÃO
®Lílian Maial
 

Meu corpo ali, tão inerte,
aos cuidados da vontade dos homens.
Esse frágil corpo, em tantos momentos terno,
em outros, monumento,
ali, assim, abandonado,
sem viço e sem cuidado,
à mercê de algum alento.

Meu corpo jogado, num canto largado,
agonizando as dores,
vestido esgarçado, cabelo ensopado,
um rosto atônito!

Meu corpo, que já foi desejo e perdão,
ali, deixado à espera de um olhar, de sua mão.
Esse corpo, que já trabalhou por todos,
que já deu de comer a muitos,
que já foi porto seguro de alguém,
ali, assim, num canto.

Não! Não pode!
Esse corpo é meu, mas é seu também,
é de todos os que, um dia, ali estarão,
à espera...
 
**********



Nota da Autora: Para lembrar que ninguém está imune e que não é apenas médico que falta para um atendimento de saúde digno à população que tanto trabalha por este país.
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 04/08/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet