Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


CARNAVALEANDO
                                      ®Lílian Maial
 


A manhã veio avisar:
era preciso carnavalear,
beber  lembrança em quarto de lua,
exibir o corpo perdido em serpentina,
colar a fantasia.

 
Uma ala inteira de andorinhas,
sobre o dorso de pétalas folionas,
ensaiava um enredo conhecido.

 
Não importava se havia chuva ou sol,
tudo era tempo.
Todos os passados de aflorar os ritmos,
compassos de espera,  bumbos e tamborins.

 
Desfilam segredos e orixás,
Colombinas em trajes de Vênus,
palhaços de lágrimas e guizos.

 
Homens de bem e de mal,
rostos pintados, risos excessivos,
necessários delírios.

 
Passa a vida, passa a escola.

 
Ao final, rasgos de paetês, confetes molhadas pelo chão,
um gosto de cinzas na boca da noite.

 
As aves observam, no topo da alegoria,
um Pierrô apaixonado, atravessado na avenida.
 

 
*************
 

 
 
 
 
 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 08/02/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet