Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


Marca de Nascença
®Lílian Maial
 
 
 
 Tenho a marca de nascença da poesia -
um estigma que trago em minha essência -
ladeada por brocados de euforia
e o silêncio sibilante da insolvência.
 
Nas sevícias de uma longa litania,
é nos versos que a razão pede clemência,
e se entrega ao devaneio e à epifania,
traz no ádito o pecado e a penitência.
 
Tanta dor aglutinada numa folha,
solitário insulamento sem escolha,
panteão que perpetua a orfandade.
 
Não há corte ou abrasão que a sublime.
Esse laivo, esse sinal que me redime,
É uma dádiva, é o inferno, ou a deidade.

 
**************
 
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 13/02/2010
Alterado em 13/02/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet