Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Textos


Para Rimar com Paixão
 
               © Nathan de Castro
 
Empresta-me a poesia dos teus dias
e escrevo o amor maior das cachoeiras,
invento o sol num beijo e as fantasias
dos frutos que seduzem as palmeiras.
 
Entrega-me o escuro, as noites frias
e todas as palavras carpideiras,
para comporem novas melodias,
quando a saudade ousar dizer besteiras.
 
E cuido de exaltar as madrugadas,
apresso-me a gritar que a vida é nada...
Sem os teus lábios tudo é solidão!
 
E cuido de compor novas estradas,
acendo a luz e as rimas da alvorada,
pois sei que o verso é a estrela da paixão.
 
*********
 
Só Loucura
  
     © Lílian Maial
 
 
Meus dias não são meus sem teu caminho,
e os versos não traduzem meu vazio.
O sol machuca a pele sem carinho
dos braços, que me fazem arrepio.
 
As noites são mais frias sem teu ninho,
e eu choro a tua ausência que, hoje, expio.
E bebo a solidão - amargo vinho -
com notas de saudade e calafrio.
 
Exorto os temporais, raios, procelas,
que venham mil trovões e o fim do mundo,
que a vida é a insanidade que não cura!
 
E cuido de compor as aquarelas,
posando de Van Gogh por um segundo,
que a rima da paixão é a loucura!
 
*********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 11/11/2008
Alterado em 11/11/2008
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet