Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Meu Diário
31/03/2014 20h42
ESTUPRO

ESTUPRO

29 de março de 2014 às 13:02

 

 

 

Essa pesquisa, divulgada dia 27 de março pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), apontou que 58,5% dos entrevistados concordaram totalmente ou parcialmente com a frase "Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros". É aterrador, um absurdo, que alguém normal acredite que o estuprador tem algum atenuante, que a vítima de uma violência brutal como o estupro – que deixa sequelas para o resto da vida - seja corresponsável pelo ato!

É como afirmar que o homem não consegue se controlar diante de uma mulher sensual, provocante ou com o corpo à mostra. Isso não existe! Quantos homens frequentam praias, clubes, saunas e não cometem estupro?É como se esses que concordaram com essa frase violenta (sim, porque a frase já é, em si, uma violência) estivessem sugerindo o uso do estupro como corretivo para que a mulher aprendesse a se comportar. Mas se comportar como, se são os homens que estimulam esse culto ao corpo? E se comportar por quê? Na opinião de quem? Sim, porque na opinião das mulheres certamente os homens não têm bom comportamento. Então vamos estuprar os homens que não se comportam como achamos que devem?

 

O estupro é humilhação, subserviência, domínio, demonstração de poder, haja vista o que ocorre nos presídios ao redor do mundo, e como são tratados nessas casas de detenção os estupradores.Ora raios! Temos mulheres em todos os níveis profissionais, em igualdade com os homens, caminhamos para a globalização em todos os sentidos, e nos deparamos com esse atraso, esse machismo doentio! Isso é inadmissível!

 

Para se ter uma ideia, segundo o Código Penal Brasileiro, em seu art. 213, estupro é:constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso. Com a Lei 12.015/2009, o art. 213 foi alterado, não traz mais a expressão "mulher" e, sim, "alguém", logo, o homem, em tese, também pode ser vítima de estupro.

 

O estupro é considerado um dos crimes mais pena de reclusão de 06 a 10 anos, aumentada para 8-12 anos, caso haja lesão corporal da vítima, ou se a vítima possuir entre 14 a 18 anos de idade, e para 12 a 30 anos, se a conduta resultar em morte.

 

Portanto, trata-se de violênciaE qualquer tipo de violência, contra qualquer pessoa, há que ser considerada torpe e reprimida a todo custo. Não cabe discussão quanto à roupa ou sensualidade da vítima. A violência é uma deturpação inadmissível, seja quem for a vítima.

 

Num momento em que se desfraldam bandeiras em defesa de violência contra animais, homossexuais, minorias, não se pode aceitar que o direito de uma pessoa seja cerceado por nenhum tipo de violência.

 

 

PRÊT-À-PORTER

®Lílian Maial

 

hoje me aprontei para ser notada

nada de brilhos

maquiagem

frases feitas

vesti-me de liberdade

e solidão

desabotoei o peito

abri o fecho éclair dos sonhos

arrematei minhas verdades

não percebi que você apenas alinhavava

ilusões

remendando a dor.

 

****************

 

 


Publicado por Lílian Maial em 31/03/2014 às 20h42
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet