Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Áudios

Uma Noite Qualquer sem Estrelas...
Data: 17/08/2006
Créditos:
Texto: Uma Noite Qualquer sem Estrelas...
Autor: Lílian Maial
Locutor: Lílian Maial
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Uma Noite qualquer sem Estrelas...



Uma Noite qualquer sem Estrelas
® Lílian Maial


As noites borradas do inverno
não permitem ver as estrelas.
Vem um silêncio de brilhos,
um cheiro de céu desolado.

E então chega a dor,
a lágrima efervescente,
vontade de lembrar o que não foi vivido.
Ânsia de nunca ter morrido.

Escorre e corrói,
não poupa os dias,
as manhãs frescas de sol,
os passeios de brisa no rosto.

As noites nubladas de inverno
não dão guarida aos que sobram.
Implacável rajada de espera,
de um tempo que falta pouco.

E então vem a certeza,
a paz imposta do deserto,
o desembainhar de olhares empoeirados,
a seca de devaneios.

Árida é a madrugada sem ópio.
Em outras estações,
um sopro de promessa ainda embala o engano.


Nada mais triste que uma noite sem estrelas...


*******

Enviado por Lílian Maial em 09/07/2006

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet