Lílian Maial

Basta existir para ser completo - Fernando Pessoa

Áudios

O AMOR NÃO SABE NADA
Data: 05/08/2006
Créditos:
Texto: "O AMOR NÃO SABE NADA" - Lílian Maial - Brasil
Voz: Eugénio de Sá - Portugal
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

O AMOR NÃO SABE NADA

O amor não sabe nada, é surdo e cego,
não vê que tanto sofro de paixão,
que trago no meu peito e tanto nego,
teu nome, que me ecoa a solidão.

O amor nunca entendeu o que eu carrego
nas notas que solfejo de ilusão.
Não sente que a canção à qual me apego
é muda, como o adeus e a escuridão.

Respondo: - não há nada o que fazer!
Não tem defesa e não há inimigo,
a dor é tão serena e aguardada...

Afina o instrumento do sofrer,
prepara o coração para o perigo,
que o amor é surdo, é cego e sabe nada.


***************
Enviado por Lílian Maial em 11/11/2005

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras
 
Tweet